Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Justiça Restaurativa forma facilitadores e deve ser expandida nas escolas em 2022

Compartilhar:
30 de ago de 2021 Educação
Imagem Justiça Restaurativa forma facilitadores e deve ser expandida nas escolas em 2022
Justiça Restaurativa forma facilitadores e deve ser expandida nas escolas em 2022

A Secretaria Municipal de Educação apresentou na última sexta-feira, 27, os resultados iniciais da implementação do Projeto Justiça Restaurativa e Círculos de Construção da Paz na Rede Municipal, que dissemina uma cultura de paz, a prevenção à violência e a resolução de conflitos com o exercício da comunicação não violenta, para acolher a comunidade escolar.

O projeto foi detalhado durante reunião por videoconferência com o prefeito Celso Pozzobom, a secretária de Educação, Mauriza Gonçalves de Lima Menegasso, a professora Nilza Machado de Oliveira Souza, coordenadora do Projeto Justiça Restaurativa e Sistemas Alternativos de Solução de Conflitos, da Universidade Estadual de Maringá (UEM), a equipe técnica da SME e 25 profissionais das unidades educacionais, formados como facilitadores da Justiça Restaurativa e Construção da Paz.

Esse grupo vai dividir com mais 150 profissionais da Educação a oportunidade de experienciar a cultura para a paz. “Queremos disseminar o projeto para toda Rede Municipal de Educação, como forma de prevenção de conflitos, cuidado com a saúde mental e qualidade de vida de todos os agentes envolvidos na Educação”, afirmou a secretária Mauriza Lima.

Entre os meses de maio a julho, os profissionais da Secretaria de Educação e das escolas municipais Cândido Portinari, Dr. Ângelo Moreira da Fonseca, Professora Analides de Oliveira Caruso, Sebastião de Mattos, Tempo Integral e Vinícius de Moraes tiveram a oportunidade de conhecer de perto essa metodologia. Agora terão a possibilidade de vivenciar as práticas em seus espaços de trabalho, sendo multiplicadores da paz. “Tudo que ajuda a melhorar o ambiente e o convívio no ambiente escolar é bem-vindo, pois a Educação ganha como um todo, profissionais, alunos e familiares”, definiu o prefeito.

Os Círculos de Construção de Paz são práticas de justiça restaurativa que objetivam principalmente o fortalecimento de relacionamentos, a prevenção e resolução de conflitos e o exercício da comunicação não violenta para o acolhimento da comunidade escolar. “Os ganhos são importantes em qualidade de vida, convívio social e indiretamente até no aprendizado e na vida dos alunos, no contato com os professores e demais profissionais da Educação. Em 2022 queremos ampliar o projeto para as demais unidades educacionais”, completou a secretária da Educação.

Visualizar imagens Flickr