Notícia

Norte-americano conhece avanços do PIA

Compartilhar:
28 de abr de 2010 Diversos
Imagem Norte-americano conhece avanços do PIA
Norte-americano conhece avanços do PIA

O vice-presidente de negócios internacionais da CRI (Cooperative Resources Internacional) - empresa com foco na comercialização de sêmen de bovinos, materiais e acessórios de inseminação artificial -, Dean Gilge, visitou ontem (27) pela manhã algumas propriedades atendidas pelo Programa de Inseminação Artificial (PIA) no município.
A CRI Genética é uma cooperativa norte-americana que comercializa aproximadamente 8 milhões de doses de sêmen por ano, em mais de sessenta países. "A empresa é a maior do mundo no segmento e uma parceira de longa data do programa", explica o chefe da Divisão de Vigilância Sanitária Animal da Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, Pedro Thiago Fenato.
Gilge, que elogiou o trabalho desenvolvido atualmente, visita regularmente a América do Sul e outros continentes. "O trabalho é fundamental, levando em conta que é necessário disponibilizar tecnologia de ponta para atender realidades bem distintas", ressalta o representante paranaense da CRI, Francisco Marcelo Aragão.
A excelência em genética, a incorporação de novas tecnologias, a dedicação para elevar as taxas de concepção e o fato de ter como missão maximizar a rentabilidade dos produtores aproximou a CRI de programas como o PIA.

Tecnologia sempre
Recentemente, foram entregues sete botijões de sêmen, adquiridos pela Prefeitura de Umuarama. O investimento, superior a R$ 14 mil, integra o plano de expansão do programa. No ano passado, um grupo de 33 produtores rurais recebeu ordenhadeiras novas. O lote foi adquirido através de recursos oriundos de emenda parlamentar federal (cerca de R$ 100 mil), com contrapartida municipal de R$ 20 mil. Também em 2009, a secretaria investiu R$ 9,8 mil (recursos próprios), na aquisição de equipamento próprio para corte de pastagens, facilitando a tarefa de produzir o feno.
Também estão previstos investimentos na aquisição de 12 novas ordenhadeiras, sete aplicadores, 1560 doses de sêmen (Gir, Pardo Suiço, Jersey e Girolando 5/8) e 2500 litros de nitrogênio, ultrapassando R$ 30 mil. O PIA beneficia aproximadamente 200 pequenas propriedades. O aumento da renda dos produtores está atrelado à diminuição dos custos. O município realizou 2.043 inseminações no ano passado. A meta é superar 2.500 em 2010, estipulando um recorde.