Notícia

Produtores do Programa de Inseminação Artificial recebem lote de botijões de sêmen

Compartilhar:
15 de mar de 2010 Diversos
Imagem Produtores do Programa de Inseminação Artificial recebem lote de botijões de sêmen
Produtores do Programa de Inseminação Artificial recebem lote de botijões de sêmen

Além de participarem da tradicional Olimpíada do Leite (na sétima edição), destaque da programação da 36ª Expo Umuarama/9ª Internacional, os produtores atendidos pelo Programa de Inseminação Artificial (PIA) vivenciaram um momento especial na última sexta-feira (13) à noite. Durante solenidade realizada na Casa do Leite, foram entregues sete botijões de sêmen, adquiridos pela Prefeitura de Umuarama - via Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo - com recursos próprios.
O investimento, superior a R$ 14 mil, integra o plano de expansão do PIA no município. Não é de hoje que a tecnologia desempenha o papel de importante aliada do programa. No ano passado, um grupo de 33 produtores rurais atendidos recebeu ordenhadeiras novas. O lote foi adquirido através de recursos oriundos de emenda parlamentar federal (cerca de R$ 100 mil), com contrapartida municipal de R$ 20 mil. Também em 2009, a secretaria investiu R$ 9,8 mil (recursos próprios), na aquisição de uma motosegadeira para corte de pastagens. O equipamento facilita a tarefa de produzir o feno.
Participaram do evento o prefeito Moacir Silva, o deputado federal Dr. Osmar Serraglio, o deputado estadual Fernando Scanavaca, o presidente da Sociedade Rural (SRU), Sidney Lujan, o presidente da Câmara de Vereadores, Marcelo Nelli, e o secretário municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo, Antonio Carlos Favaro.
Os investimentos em tecnologia não param por aí. Estão previstos investimentos na aquisição de 12 novas ordenhadeiras, sete aplicadores, 1560 doses de sêmen (Gir, Pardo Suiço, Jersey e Girolando 5/8) e 2500 litros de nitrogênio, ultrapassando R$ 30 mil.
O prefeito Moacir Silva destacou os expressivos avanços do programa subsidiado pela Prefeitura, que beneficia aproximadamente 200 pequenas propriedades. No PIA, o aumento da renda dos produtores está atrelado à diminuição dos custos. A realização de exames para identificação de doenças como brucelose e tuberculose é um dos quesitos para adesão. "O município realizou 2.043 inseminações no ano passado. A meta é superar 2.500 em 2010, estipulando um recorde. Com os novos botijões, será possível elevar o número de atendimentos significativamente, sem custo nenhum para os produtores", afirmou.
Para que o produtor esteja apto a desempenhar as funções de inseminador, uma excelente alternativa é o curso de bovinocultura de leite, ministrado gratuitamente pelo Senar. Os interessados devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Turismo (primeiro andar do prédio da Prefeitura) ou procurar o Sindicato Rural Patronal, localizado na avenida Brasil (tratar com Sueli Antunes).