Notícias | Prefeitura Municipal de Umuarama

Notícia

Notícia

Prefeitura estuda parceria para oferecer tratamento de dependência química a mulheres

Compartilhar:
14 de out de 2021 Saúde
Imagem Prefeitura estuda parceria para oferecer tratamento de dependência química a mulheres
Prefeitura estuda parceria para oferecer tratamento de dependência química a mulheres

A Prefeitura está ampliando a parceria com o Centro de Recuperação Viva com Deus (Crevd), instituição fundada em 1995 e mantida pela Igreja Presbiteriana Renovada, para instalar o primeiro centro exclusivo para a recuperação de mulheres com dependência química. Os casos que chegam hoje à Secretaria Municipal de Saúde são encaminhados para outras cidades, às vezes distantes da Capital da Amizade, sem falar na dificuldade para obtenção de vagas.

O assunto foi tratado nesta quinta-feira, 14, pelo prefeito em exercício Hermes Pimentel, em reunião com os pastores Jair Rodrigues Vieira, João Batista dos Santos, Josué Ferreira e Weslei Orlandi, as secretárias municipais de Saúde, Maria Harue Takaki, e Assistência Social, Adnetra Vieira dos Prazeres Santana, e os secretários de Gabinete e Gestão Integrada, André Rodrigues dos Santos, e de Indústria, Comércio e Turismo, Marcelo Adriano.

Das 16 vagas existentes no Crevd para tratamento de dependência química, oito são contratadas pelo município para encaminhamento de pacientes atendidos nas unidades de saúde (por meio do SUS), porém exclusivas para homens. “A instituição realiza um trabalho exemplar nesta área, bem como outras entidades que atendem ao município, mas existe essa dificuldade quanto o paciente é mulher. A parceria será importante para atendermos a essa demanda aqui mesmo na cidade”, afirmou Pimentel.

O prefeito em exercício tem a intenção de estreitar as parcerias com igrejas e instituições que realizam trabalhos sociais de relevância em Umuarama, “por isso estamos em contato com o Crevd, que pode ampliar o atendimento com o nosso apoio”, disse. “Temos áreas institucionais que podem ser adaptadas a esta finalidade, permitindo inclusive ampliar as atividades ocupacionais que ajudam muito no tratamento”, apontou.

A secretária Harue lembrou que o município tem parcerias com três instituições para dependentes químicos, que oferecem 24 vagas – todas destinadas ao público masculino. “Vai ser bem-vindo esse espaço para atender mulheres, pois esta é hoje uma dificuldade”, disse. O pastor Jair Rodrigues reforçou a importância de um trabalho integrado entre as várias instituições de atendimento a dependentes químicos e o município, para unificar políticas, promover ações conjuntas, conectadas, e complementar os serviços.

Visualizar imagens Flickr